Tipos de travões que podem ser usados nas bicicletas

A escolha do tipo de travão para uma bicicleta adequa-se à forma como a pretende utilizar - lazer ou desporto - e é um fator muito importante para a sua comodidade e segurança. Existem vários tipos de travões no mercado, desde os mais baratos aos mais caros e, claro, dos mais simples aos mais eficientes. Conheça os tipos de travões que podem ser usados nas bicicletas e mantenha-os sempre afinados nas suas travessias.

Travão Cantilever

O travão Cantilever é o tipo de travão mais comum. É aquele que, habitualmente, se vê nas bicicletas normais de lazer. Ao nível da estrutura, é muito semelhante a uma pinça, uma vez que possui dois calços de borracha em cada uma das extremidades da roda.
Não é considerado um travão muito seguro porque não executa uma travagem 100% eficaz. Antes de chegar a um obstáculo, o ciclista precisa de pressionar com força a manete de travagem para conseguir parar a bicicleta em tempo útil e esta pode sempre derrapar. Em todo o caso, este tipo de travão é relativamente barato e aconselhado para uso em estrada, principalmente nas atividades de lazer.

Travão V-brake

O funcionamento do travão V-brake é bastante idêntico ao do travão Cantilever, mas possui umas molas que permitem um melhor doseamento da força de travagem. Nos travões V-brake, a manete é também mais suave, o que não obriga a tanta força na hora de travar. Estes travões são muito populares e existem em 2 versões:

1. Travões V-brake mecânicos

A versão V-brake mecânica ou em cabo é considerada o produto com melhor qualidade/preço. É aconselhada para qualquer tipo de bicicleta, tanto para uma atividade de lazer - porque são relativamente baratos e oferecem mais segurança -, como para a prática de BTT, uma vez que são bastante fiáveis.

2. Travões V-brake hidráulicos

Os V-brake Hidráulicos são os mais caros, mas também são superiores e aconselhados a ciclistas que praticam atividades mais exigentes, como por exemplo o Trip Trail ou Maratona.

Travão de disco mecânico

O travão de disco mecânico é considerado uma evolução do V-brake mecânico e, consequentemente, o seu tipo de funcionamento e afinação também são muito semelhantes. As diferenças que separam estes dois tipos de travões são encontradas principalmente ao nível da superfície de travagem. Outro aspeto que os afasta é o facto do travão de disco mecânico ter um rotor.
Existem algumas diferenças entre os discos mecânicos e os hidráulicos, logo a começar pela ausência de óleo e de pistões, o que coloca os discos mecânicos num patamar mais baixo, apesar de serem bastante fiáveis.
Este tipo de travão foi concebido especialmente para ciclistas mais exigentes, como os que praticam BTT, mas também não deixam de ser uma ótima opção para quem faz uma utilização recreativa, apesar de o preço ser ligeiramente acima da média.

Travão de disco hidráulico

O travão de disco hidráulico é o melhor tipo de travão da atualidade. Ele é considerado o “rei dos travões” e é o mais usado em alta competição, principalmente pelos praticantes de Downhill.

É possível afinar quase de forma milimétrica, o que produz uma travagem de alta potência. Em comparação, por exemplo, com um travão do tipo Cantilever, o disco hidráulico não ganha folgas e é muito mais eficiente. Por outro lado, o óleo está sempre disponível para ativar os pistões e a produzir travagens rápidas e bastante seguras, evitando derrapagens.
O funcionamento dos travões de disco hidráulicos é bastante idêntico ao dos travões V-brake hidráulicos. Eles têm um reservatório de óleo, um pistão, uma pastilha, um rotor e, por norma, são muito dispendiosos. Estes travões foram cuidadosamente desenhados para profissionais de alta competição, pois são travões muito sensíveis e potentes, mas que também exigem uma correta afinação e manutenção.

Nota final

A escolha do tipo de travão para uma bicicleta depende sempre da utilização que se quer fazer dela. Se for apenas para lazer, não vai precisar de uns travões topo de gama nem investir muito dinheiro nessa aquisição, mas se for para competição, como por exemplo para a prática do BTT ou do Downhill, então será melhor optar por uns travões mais eficientes.

Gostou deste artigo?: 
5